iCloud e iCloud+: o que são e como funcionam?

Jorge Rebelo Especialista: Jorge Rebelo
Susana Pedro Editor: Susana Pedro

São uma das funcionalidades mais importantes para qualquer utilizador Apple, mas ainda passam despercebidas. Descobre o que são o iCloud e o iCloud+.

Se és utilizador Apple, já deves ter reparado numa mensagem a solicitar atualizações ou num alerta para fazer backups. Se tens por hábito ignorar estes avisos, podes estar a desaproveitar uma das mais importantes funcionalidades do teu dispositivo: o iCloud. Descobre o que é, quais as vantagens e como funciona.

O que é o iCloud e para que serve?

O iCloud é o software de armazenamento na nuvem da Apple onde podes guardar música, fotos, vídeos, documentos e muito mais. Com o iCloud, é possível aceder às tuas informações em qualquer um dos seus dispositivos e até encontrar o teu iPhone, tablet ou computador se o perderes.

Outra das principais vantagens é que é podes fazer backups regulares dos teus dispositivos. Assim, se acontecer alguma coisa ao equipamento, a informação está salvaguardada.

Estas vantagens são partilhadas com outros serviços de armazenamento na “cloud”, como a Dropbox ou Google Drive. Sempre que guardas algo na nuvem, em vez de num disco rígido ou num computador, os dados ficam protegidos, e não correm risco de se perderem.

Ao utilizares estes serviços, a proteção dos dados passa a ser a responsabilidade de empresas especializadas, como a Apple. A gigante americana é conhecida por empregar os últimos padrões de segurança na indústria para proteger a privacidade e segurança dos utilizadores.

De que outras funcionalidades posso usufruir?

Outra área em que o iCloud funciona especialmente é a sincronização de dispositivos. Ficheiros, dados, fotos, música, dados do calendário e muito mais. Com o iCloud toda esta informação fica automaticamente disponível em todos os teus equipamentos Apple.

Por exemplo, podes obter direções no teu Mac e, em seguida, acedê-las através do iPhone ou Apple Watch. Esta funcionalidade torna mais fácil a adaptação a novos dispositivos Apple, com um setup mais rápido de cada vez que compras um iPhone ou iMac.

Além disso, o iCloud atualiza automaticamente para garantir que tens sempre a versão mais atual do que quer que estejas a trabalhar. Assim, cada dispositivo tem a versão mais recente dos dados.

E desengana-te se pensas que o iCloud só está disponível para a Apple: na realidade, pode ser acedido através de qualquer outro hardware e sistema operativo.

Como é que o iCloud funciona?

Tal como o Dropbox, a Apple oferece uma app para gerir o conteúdo da nuvem, o iOS e o macOS também têm a app iCloud Drive. Esta app gere o conteúdo do armazenamento iCloud e permite sincronizar qualquer documento entre o teu dispositivo iOS, Mac ou PC.

A utilização é muito simples e intuitiva, e o número de funcionalidades não pára de aumentar. Estas são as principais.

1. Fazer backup e restaurar dados

Proteger as informações críticas de cada utilizador é a razão de existência do iCloud e fazer backups regulares é uma dica simples e fácil de implementar.

Tens duas opções para o fazer. A primeira é configurar manualmente uma cópia de segurança do iCloud para o teu iPhone (e outros dispositivos Apple) em Definições > clicar no teu nome > iCloud > Cópia em iCloud e, finalmente “efetuar uma cópia de segurança agora”.

O iCloud também tem a opção de fazer o backup diário do iPhone ou de outro dispositivo, o que pode poupar-te o incómodo de ter de realizar cópias de segurança manuais do iPhone ou iPad.

2. Guardar e sincronizar fotos com o iCloud Photo

As fotos são provavelmente dos ficheiros mais sincronizados no iCloud. Para ativares a biblioteca de fotos do iCloud no teu iPhone, iPad ou iPod Touch, terás de ter o iOS 10.1 ou mais recente. Uma vez ativada, podes optar por armazenar apenas versões otimizadas das tuas fotos e vídeos no teu iPhone ou iPad e manter as imagens de resolução máxima na nuvem.

Esta funcionalidade permite poupar gigabytes de espaço de armazenamento no teu iPhone, e sempre que quiseres, podes descarregar a versão de resolução completa.

Para ativares a biblioteca de fotos do iCloud e otimizares o armazenamento de fotos no teu iPhone, vai a Definições > clicar no teu nome > iCloud > Fotografias e ativa a opção. Se estiveres ligado a uma rede Wi-Fi, a sincronização vai começar automaticamente. Se quiseres libertar espaço de armazenamento no teu iPhone, toca em Otimizar Armazenamento.

Nota que para que possas ver as fotos noutros dispositivos, deves configurar as mesmas definições para Fotos em todos os teus dispositivos Apple. Se tiveres o iCloud Photos ativado no teu iPhone, certifica-te de que o teu iPad e o teu Mac também o têm ativados.

Podes ainda criar álbuns partilhados com o iCloud, para partilhar fotos de viagens, eventos e muito mais (com um plano pago). Só tens de escolher os amigos e familiares que podem ver, comentar e adicionar fotografias e vídeos.

Saber mais:

3. Encontrar o iPhone e Marcar como Perdido

A Find My é a aplicação da Apple que permite localizar um dispositivo ou computador perdido. Esta funcionalidade permite encontrar um equipamento a partir da última localização conhecida, mesmo que esteja desligado, muito útil para saber onde poderás ter deixado o telemóvel ou até para alertar as autoridades em caso de roubo.

Se configurares a partilha familiar, esta funcionalidade também te ajuda a rastrear todos os dispositivos com o Apple ID de um membro da família para que possas localizar esse dispositivo.

Por fim, a funcionalidade "Apagar iPhone" é importante se perceberes que o teu iPhone foi roubado ou se está permanentemente perdido, uma vez que vai eliminar de forma permanente todos os teus dados pessoais guardados apenas no telefone. Os dados na nuvem mantêm-se protegidos.

Qual o preço do iCloud?

Ao registares-te no iCloud, recebes 5 GB de armazenamento gratuito. Se necessitares de mais armazenamento, podes efetuar a atualização para um plano com mais espaço.

Os planos pagos têm outro nome, iCloud+, em que os preços começam em 0,99€/mês. A versão mais simples permite armazenamento de 50GB, partilha com a família, e ainda a possibilidade de ligar uma câmara de segurança (HomeKit).

Tens ainda acesso a funcionalidades avançadas de segurança, como a possibilidade de mascarar o teu endereço endereços de email principal quando preenche um formulário na web ou assina uma newsletter. Para além do plano base, há mais duas opções de 200GB e 2TB, por 2,99€ e 9,99€/mês, respetivamente. Existem ainda as opções de 6T (29,99€/mês) e a maior inclui 12 TB (59,99€/mês).

Em termos de preço, a oferta da Apple está alinhada pelos serviços concorrentes. O Google One (que veio consolidar todos os serviços digitais da Google) está disponível por 1,99€ por mês para 100 GB, por exemplo. Já a Dropbox oferece 9,99€ por 2TB.

Há ainda uma outra alternativa ao iCloud, os serviços de armazenamento na nuvem disponibilizados pelas operadoras de telecomunicações. NOS, Vodafone e MEO têm a sua solução customizada, com um funcionamento semelhante.

Concluindo, o iCloud é uma ferramenta simples e intuitiva, com um plano gratuito abrangente e um essencial para todos os utilizadores Apple. Podes começar já hoje a utilizá-la para proteger a tua informação e estar mais descansado quanto à segurança dos teus dados.


Jorge Rebelo
Jorge Rebelo
Especialista Telecomunicações